Vivemos hoje em um mundo globalizado, onde as informações sobre tudo, tudo mesmo estão ao alcance de todos. É difícil ver alguém que se preocupe o mínimo com seu corpo e sua forma física que não saiba ou não se preocupe com as calorias que está ingerindo.
Hoje parece que as pessoas estão abrindo seus olhos e percebendo a importância de se manter uma dieta um pouco mais controlada. Os meios de comunicação estão começando a ajudar um pouco nessa luta e estão informando um pouco mais, embora poucos ainda tenham a coragem de falar toda a verdade.
De acordo com a TV, os jornais e alguns malditos médicos ( por favor, não quero desqualificar a classe médica, mas existem péssimos profissionais em todas as áreas, e a classe médica deveria ser a área com menor número de idiotas formados. Infelizmente não é assim, e o pior é que a política higienista que houve no Brasil no começo do século passado consolidou os médicos como Semi-Deuses. Bem paciência, um dia isso muda), voltando ao assunto de acordo com todos é muito fácil perder peso, simplesmente ingira menos calorias do que você gasta. Certo? Não totalmente. Se fosse tão fácil assim niguém seria gordo!!Existem outras variáveis que devem ser manipuladas para uma maior perda de GORDURA. Perder peso é uma coisa, perder gordura é outra. Você pode ir correr na esteira e fazer cinco aulas ginástica por dia e comer uma fruta e sopa a cada três horas, assim como preconizam algumas dietas malucas e você vai talvez perder peso. Se você for uma pessoa detalhista e fizer uma avaliação física ante s e depois de sua dieta, vai perceber que a maioria do peso que perdeu foi de músculos e não gordura. Você agora está proporcionalmente mais gordo, mais leve, porém mais gordo.Pesquisas recentes têm provado o que os fisiculturistas já sabiam há décadas, a alimentação tem papel fundamental na perda de gordura corporal. E uma caloria não é uma caloria.Estudos mostram que dietas hipocalóricas funcionam melhor com uma proporção mais baixa de carboidratos. Por isso, quando estivermos em dieta para perder gordura corporal, devemos nos fiar mais nas proteínas do que nos carboidratos. A proteína tem algumas vantagens importantíssimas que os carboidratos não têm: Efeito termogênico maior: Quando nos alimentamos nosso organismo gasta calorias para digerir os alimentos. A proteína tem o maior efeito termogenico. Isto é das quando ingerimos proteínas, nosso organismos gasta entre 20 e 35% das calorias ingeridas para fazer a digestão. No caso dos carboidratos e gorduras esta gasto é de 5 a 15%. Portanto comer proteína faz nosso corpo queimar mais calorias.Maior saciedade: o mais discutível fator a favor da proteína é a mior saciedade causada por ela. Se você ingerir uma refeição rica em proteínas juntamente com uma fonte de carbo complexo você vai demorar mais para sentir fome.Insulina: Quando ingerimos carboidratos os níveis de insulina na corrente sanguinea sobem rapidamente. A insulina é o hormônio que leva a glicose e alguns outros nutrientes para dentro da célula. Se ingerimos carboidratos simples (frutas, refrigerante, açúcar, bolo etc) nossos níveis de insulina sobem rapidamente. Se ingerimos carbo complexos ( arroz e pão integrais etc) os níveis sobem mais lentamente.O que isso tem a ver com a queima de gordura? Muita coisa. A lipólise, ou seja a quebra da molécula da gordura para que ela seja usada como energia é regulada por uma substancia chamada HSL (Hormone-sensitive lípase). Esta substancia por sua vez é influenciada pela insulina e por alguns beta-agonistas. O ponto importante disso tudo é : quanto mais insulina circulando no seu sangue, menores serão as chances de você queimar gordura!Vários mitos de que as dietas rica sem proteínas causam danos a saúde estão caindo por terra os últimos anos. Estudos científicos sérios têm demonstrado que o perfil de lipídeos no sangue não mostra alterações significativas, os rins não são sobrecarregados de forma alguma a não ser que a pessoa tenha um problema renal prévio e a cetose pode não ser tão prejudicial assim.