Pesquisando em alguns sites especializados , gostei muito deste texto e acho que serve de ajuda para os usuarios iniciantes !

STANOZOLOL – injetável
Iniciantes – 50mg por dia, por um período de 4 a 6 semanas para iniciantes
Experientes – 50mg por dia ou mais por 4 semanas ou mais, não sendo ideal mais de 8 semanas

STANOZOLOL – oral
Iniciantes – 50mg por dia, divido em pelo menos 3 doses por dia, mantendo a ação do esteróide constante no organismo
Experientes – 50mg ou mais por dia divididos em pelo menos 3 vezes ao dia

TESTOSTERONAS:

ENANTATO
Iniciantes – 500mg por semana, durante 8 semanas
Experientes – 500mg ou mais por semana durante 8 semanas ou mais

CIPIONATO
Iniciantes – 400mg por semana durante 8 semanas
Experientes – 400mg ou mais por semana durante 8semanas ou mais

PROPIONATO
Iniciantes – 50 a 75mg dsdn por no mínimo 4 semanas
Experientes – 100mg ou mais dsdn por no mínimo 4 semanas

DURATESTON
Iniciantes – 500mg por semana durante 8 semanas
Experientes – 500mg ou mais por semana durante 8 semanas ou mais, porém o ideal é respeitar o tempo de ação do propionato e manter as aplicações dsdn

DECA – NANDROLONA
Iniciantes – 200mg por semana durante 8 semanas
Experientes – 200mg ou mais por semana durante 8 semanas ou mais

HEMOGENIN – OXIMETOLONA
Iniciantes – 1 comprimido por dia por no 4 a 6 semanas
Experientes – 1 comprimido ou mais por dia durante 4 semanas ou mais, porém seria interessante para um efeito mais efetivo, pelo menos 1 comprimido de 8 em 8 horas (3 comprimidos por dia)

BOLDENONA
Iniciantes – 300mg por semana durante 10 semanas
Experientes – 300mg ou mais por 10 semanas ou mais

TREMBOLONA
Iniciantes – 70mg dsdn ou 35mg por dia durante no mínimo 4 semanas
Experientes – 70 mg ou mais durante 4 semanas ou mais

DIANABOL – METANDROSTENOLONA
Iniciantes – 25mg por dia por no mínimo 4 semanas
Experientes – Mais de 25mg por dia por no mínimo 4 semanas

OXANDROLONA
Iniciantes – 40mg por dia por no mínimo 4 semanas
Experientes – 40mg ou mais por dia por no mínimo 4 semanas

Possiveis colaterais

•Aumentam as reservas de glicogênio muscular e também o tamanho e a resistência dos músculos;
•Promovem um aumento na capacidade do organismo em incorporar proteína em grandes quantidades no músculo;
•A resposta do músculo ocorre mais rapidamente quando nas situações de treinamento, alimentação e suplementação;
•No sangue atuam aumentando o nº de células vermelhas, o volume e a concentração de hemoglobinas;
•Aumenta o metabolismo basal (aumentando a queima de calorias);
•Aumenta o tamanho do coração;
•Diminui a quebra e a perda de proteína muscular causada pelo treinamento;
•Aumentam a autoconfiança, auto-estima e a tolerância à dor, permitindo maior intensidade de treinamento;
•Facilitam o fenômeno da memória muscular, tornando mais fácil o retorno em nível de condicionamento físico e de desempenho atlético;
•Ginecomastia
•Causam Acne;
•Alargam o clitóris;
•Alargam a próstata;
•Alargam o pênis;
•Atrofiam os testículos;
•Amarelam a pele e os olhos;
•Aumentam o risco coronariano;
•Aumentam os níveis do colesterol ruim (LDL);
•Causam Arritmia cardíaca;
•Aumentam a pressão arterial;
•Causam cãibras, câncer hepático, cansaço crônico, cefaléia grave, cistos renais;
•Alteram o comportamento tornando-o agressivo de forma irreversível;
•Causam choque anafilático;
•Provocam a calvície (sendo irreversível na mulher e reversível no homem);
•Provocam o crescimento de pêlos irreversível nas mulheres;
•Causam um crescimento anormal de cabelos;
•Diminuem gravemente os níveis de colesterol bom (HDL);
•Provocam dores ósseas;
•Causam edemas, retenção hídrica nos tecidos;
•Fazem com que as ereções masculinas sejam freqüentes e contínuas;
•Causam a esterilidade de modo irreversível;
•Escurecem a pele;
•Deixam o hálito forte;
•Causam insônia;
•Provocam Náuseas e vômitos freqüentes;
•Mancham a pele;
•Causam danos irreversíveis ao feto de mulheres grávidas;
•Deixam a pele da mulher oleosa;
•Dificultam urinar;
•Sangram o nariz;
•Causam tumores hepáticos;

– Lembrando que não é certo de acontecer, é PROBABILIDADE